A Geologia é uma ciência de campo muito vasto, necessitando de sólidos conhecimentos de química, física e zoobotânica. As aplicações desta ciência multidisciplinar são vastas.

A Geologia é o estudo da composição da estrutura e dos fenômenos genéticos formadores da crosta terrestre, assim como do conjunto geral de fenômenos que agem não somente sobre a superfície, como também em todo o interior do nosso planeta.

Estuda e procura determinar cronologicamente a evolução geral, as modificações estruturais, geofísicas e biológicas ocorridas na história da Terra.

Existem indícios que comprovam o uso do termo Geologia pela primeira vez no ano de 1493 pelo Bispo Richard de Bury para distinguir os teólogos dos juristas que se preocupavam com as coisas terrenas.

Recentemente surgiu um outro campo de estudo, a Geologia Ambiental, que consiste no estudo dos equilíbrios e desequilíbrios geológicos decorrentes da relação que existe entre o homem e a superfície terrestre, assunto cuja importância vem crescendo ao longo dos últimos anos.

Fonte: www.sbg-mg.org.br


Geologia é a ciência natural que, através das ciências exatas e básicas (Matemática, Física e Química) e de todas as suas ferramentas, investiga o meio natural do planeta, interagindo inclusive com a Biologia em vários aspectos. Geologia e Biologia são as ciências naturais que permitem conhecer o nosso habitat e, por conseqüência, agir de modo responsável nas atividades humanas de ocupar, utilizar e controlar os materiais e os fenômenos naturais.

Podemos definir Geologia como a ciência cujo objeto de estudo é a Terra: sua origem, seus materiais, suas transformações e sua história. Estas transformações produzem materiais ou fenômenos naturais com influência direta ou indireta em nossas vidas. É preciso saber aproveitar adequadamente as características da Natureza, bem como prever e conviver com os fenômenos catastróficos que são sinais da dinâmica do planeta.

Os objetivos da Geologia podem ser sintetizados desta forma:

* estudo das características do interior e da superfície da Terra, em várias escalas;

* compreensão dos processos físicos, químicos e físico-químicos que levaram o planeta a ser tal como o observamos;

* definição da maneira adequada (não destrutiva) de utilizar os materiais e fenômenos geológicos como fonte de matéria prima e energia para melhoria da qualidade de vida da sociedade;

* resolução de problemas ambientas causados anteriormente e estabelecimento de critérios para evitar danos futuros ao meio ambiente, nas várias atividades humanas;

* valorização da relação entre o ser humano e a Natureza.”

Prof. Drª. Maria Cristina Motta de Toledo